Um copo

de vinho (175ml) contem aproximadamente 159 calorias

O VIH E O ÁLCOOL

Posso ingerir álcool se estiver infetado pelo VIH?

Posso ingerir álcool se estiver infetado pelo VIH?

Sim. A menos que tenha sido especificamente aconselhado pela sua equipa de cuidados de saúde a não ingerir bebidas alcoólicas. De um modo geral pode beber uma cerveja ou um pequeno copo de vinho por dia. No entanto, alguns estudos sugerem que a ingestão de álcool pode ser mais prejudicial para as pessoas com infecção por VIH do que para as não infetadas pelo VIH. Por conseguinte, é muito importante seguir as recomendações e não consumir mais do que 14 unidades* por semana, que correspondem à quantidade aconselhada à população em geral.

É bom estar ciente dos efeitos secundários negativos do consumo excessivo de álcool. Pode fazer um pequeno teste para saber se o seu consumo de álcool está dentro dos limites máximos indicados.

*1 unidade corresponde a meio copo
Razões pelas quais não deve consumir álcool em excesso

Razões pelas quais não deve consumir álcool em excesso

O álcool pode causar problemas de saúde física, mental e emocional

O consumo excessivo e a dependência de álcool são comuns nas pessoas infetadas pelo VIH.

Se estiver a ter dificuldades em lidar com a situação, deve falar com a equipa de cuidados de saúde que o acompanha, para saber se existe algum tipo de apoio psicológico a que possa recorrer.

O consumo excessivo de álcool debilita o seu sistema imunitário

Pode tornar as pessoas seropositivas mais vulneráveis às infeções, porque o seu sistema imunitário já está a lutar arduamente contra a infeção por VIH.

O álcool pode afetar o fígado

É importante estar ciente disso, se tiver problemas com outras infeções para além de VIH, como hepatite C ou B, dado que o álcool pode alterar o metabolismo dos medicamentos, impedindo a sua ação com a mesma eficácia, ou causar efeitos secundários indesejáveis.

O álcool pode prejudicar a sua capacidade de decisão

Existe maior probabilidade de, sob o efeito do álcool, adotar comportamentos de risco, tal como por exemplo a realização de sexo desprotegido, e de falhar ou esquecer-se de tomar a medicação, o que pode ter um impacto negativo no tratamento da infeção por VIH.

ESTOU A INGERIR ÁLCOOL EM EXCESSO?

Responda ao questionário para saber mais sobre o impacto do álcool na sua saúde.

ESTOU A INGERIR ÁLCOOL EM EXCESSO?

Responda ao questionário para saber mais sobre o impacto do álcool na sua saúde.


Alcohol units

Com que frequência bebe alcool?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quantas unidades de álcool bebe num dia?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com que frequência bebeu mais do que 8 unidades numa ocasião no último ano?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quantas vezes descobriu que não conseguiu parar de beber depois de ter começado?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com que frequência durante o último ano não conseguiu fazer o que era esperado de si por causa da bebida?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com que frequência durante o último ano precisou de uma bebida alcoólica durante a manhã para conseguir ficar bem após ter bebido muito?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quantas vezes durante o último ano ficou com um sentimento de culpa ou remorso depois de beber?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com que frequência durante o ultimo ano não se conseguiu lembrar do que aconteceu na noite anterior porque bebeu?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você ou alguma outra pessoa foi ferida como resultado do seu consumo de álcool?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Algum parente, amigo, médico ou outro profissional seu sugeriu que reduzisse o seu consumo de álcool?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Resultados

 
6
Sugestões

Para reduzir a ingestão de Álcool

  1. Estabeleça para si próprio um limite diário e cumpra-o rigorosamente
  2. Pratique mais atividades que não envolvam o consumo de álcool
  3. Tente outras formas de descontrair ou relaxar
  1. Escolha bebidas com menor teor alcoólico ou beba menores quantidades
  2. Intercale as bebidas alcoólicas com outras não alcoólicas
  3. Fale com a sua equipe de saúde